quarta-feira, 27 de abril de 2011

Adorei ..... Vanessa da Matta


"Na rede descansa a criança
que nada sabe do tempo
que é dança que as pernas trança
que é luz que o escuro leva
O tempo a si mesmo leva
deixa a luz que a vista cansa
e a vista já não alcança
Mas fica no tempo a lembrança
da tarde onde dorme a criança
Sonhando que a tarde é sua
Vive aqui,vive na lua
Mas olha de longe a rua
Que não sabe aonde vai dar
Criança
À noite vê o claro da lua
A noite os mistérios inflama
E o medo deita em sua cama
Abafando a voz que o chama
Pra avisar que em alguma noite
A sua infância estará distante
E seu choro o tempo desperta
Criança
O tempo tem hora certa
de chegar aonde não se sabe
E parar ao tempo não cabe
E a noite depressa flutua
Nasce o Sol,que espanta a lua
E assim nasce mais um dia
E na rede descansa a criança"

8 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. blogs.estadao.com.br/.../lei-carolina-dieckmann-e-lei-azeredo-entram-em...
    de

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Recuperei minha conta com outra senha e retirei as minhas queixas. Peço desculpas por ter te xingado. Seja feliz senhora Vanessa.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recadinho!!!